A tarja rosa

Um aviso: Não temos respostas. Temos novas perguntas.


Deixe um comentário

O Oscar dos vestidos decotados e as minhas vencedoras

Eu adoro cinema, amo os prêmios, e torci loucamente por Leonardo Di Caprio, mas…como não amar profundamente o red carpet? Eu me preparo para gongar e elogiar os vestidos todos os anos. Podem falar mal do Oscar, dizer que perdeu o glamour e que todo mundo sabe quem vai ganhar, Whatever darlings! Para mim tudo continua lindo, mais enxuto e mais alinhado, talvez, mas continua mágico para mim.

Cerimônia do Oscar sempre será uma atração global e o red carpet com suas estrelas lindas é um espetáculo à parte, desses clichês que possuem um lugar guardado no meu coração. Entra ano e sai ano e eu tô lá acordada e curtindo. Gostar de cinema e assistir ao Oscar eu aprendi com meu pai. Esse era um dos nossos assuntos favoritos, campo em que raramente brigávamos, coisa rara.

Ontem eu assisti sozinha e só tinha a internet para fofocar com amigos e me divertir com os memes da Glorinha, nosso adorável fiasco. Ela errou tão descaradamente que quase acertou, “não sou capaz de opinar” disse ela, com ares deboístas.

Porém, nesse devaneio cinematográfico somado à ansiedade de ver Leo segurar a estátua dourada e chamar de sua, vi Margot Robbie surgir vestida de Oscar e perfeitamente linda num vestido dourado de Diane Von Furstenberg. O cabelo e a maquiagem estavam lindos, tudo natural para não aparecer mais do que o vestido.

Margot Robbie vestida de Oscar e lindíssima

Margot Robbie vestida de Oscar e lindíssima

Cate Blanchet pareceu ter descido do Olimpo com aquele Armani Privé, deosdocéu! Cor, forma e flores feitas de plumas e a mão, estavam perfeitos, mas me digam o que não fica bem nessa mulher?!

Cate de Armani Privé foi vestida por deuses? deosdocéu!

Cate de Armani Privé foi vestida por deuses? deosdocéu!

A moça com nome difícil, Saoirse Ronan, fez a linda no Clavin Klein estilo camisola chique. adoro esse modelo de vestido. Muito sequinho com corte impecável e verde escuro. Olhão tudo, boca nada e ela acertou demais.

Saoirse e seus paetês verdes da Calvin Klein

Saoirse e seus paetês verdes da Calvin Klein

E para fechar essa galeria de amor e moda, temos Charlize Theron de Dior vermelho, e diante dessa cena não tenho muito o que dizer. Charlize e Dior formaram um par muito cheio de harmonia num corpo esguio e imenso.

Charlize é o próprio red carpet

Charlize é o próprio red carpet

Essas foram minhas eleitas, todas de decote profundo e muito bem usados, tudo em proporções bonitas e todas pareciam estar muito à vontade. Do jeito que eu gosto, darlings!

 

 

 

 

 

Anúncios


Deixe um comentário

Vamos maquiar – pele natural e perfeita

Pele boa, com cara de saúde, mas produzida. Ficou bonito, não ficou?

Pele boa, com cara de saúde, mas produzida. Ficou bonito, não ficou?

Uma boa maquiagem com uma pele bem feita faz com que seu dia e sua vida fiquem mais alegres. Vai por mim! Então para quê enfrentar um dia que a gente nem sabe como vai acabar se não for para estar bonita? Whatever darlings! Minha dica de ouro é – faça uma pele perfeita e o resto é complemento.

Comece hidratando como faz todo dia, pode ser hidratante com protetor solar, ok. Só não pode ter cor, senão estraga a produção de cor da pele.

Um produto que é ótimo para usar sempre antes da maquiagem, é o primer facial. Use depois do hidratante. Para quem não conhece, o primer protege a pele para que a maquiagem não penetre tanto, e assim perca o efeito mais rápido. Ele também faz com a pele perca menos água e fique mais hidratada.

Mas não é só isso – o primer ajuda a disfarçar ruguinhas finas e deixa a pele mais bonita, de quebra fecha um pouco os poros. Ele funciona como um difusor de luz e deixa a pele mais lisa e uniforme.

Em seguida, escolha uma base de cor mais próxima do tom natural da sua pele, na dúvida, teste no pescoço ou na bochecha. Em seguida, aplique um corretivo onde precisa, nas olheiras e imperfeições. Deixe o blush para o final. Comece aplicando pouco, para não correr o risco de exagerar, sobre o osso da face. Pode fazer biquinho para localizar melhor o lugar.

Eu recomendo (super!) que dê uma leve desenhada nas sobrancelhas com sombra marrom clara, nunca use uma muito escura, peso no look.

O restante quem escolhe é você. Quer usar sombra? Delineador? Um pouco de iluminador? Ou vai somente de rímel?

Se tiver a pele oleosa, finalize com um pó leve ou translúcido, esse que não tem cor nenhuma, somente na zona T (testa, nariz e queixo). Se usar no rosto todo marca demais nas ruguinhas e dobrinhas.

Nesse look, usei esse batom vermelho porque adoro, fiz a pele e usei iluminador na parte de cima do rosto, mais acima do blush, fica muito interessante o efeito.

Vamos maquiar gente! Não precisa sair comprando produtos novos, use o que tem em casa, improvise e arrase no look do dia.

Meu lema é: Estressada, deprimida, pode ser, mas mal vestida e sem maquiagem, jamais!

D´accord?

Este texto também veio parar – aqui! Clique para ver.

Iluminador no alto da bochecha e nas têmporas, toque final.

Iluminador no alto da bochecha e nas têmporas, toque final.

 


2 Comentários

Constanza, novelas e SPFW

Constanza aos 73 anos, com 50 de carreira em moda para mulheres rais. Foto: Giseli Miliozi

Constanza Pascolato na SPFW falou da moda para mulheres reais. Foto de Giseli Miliozi

Essa semana está acontecendo a São Paulo Fashion Week na Bienal do Ibirapuera, e termina hoje, portanto, eu estou meio lá, meio cá, de olho nas tendências, mas sem perder de vista, o chão, sim, quer dizer os pés, no chão.

Quem costuma trabalhar na Semana de Moda, todo ano, ou a cada 7 ou 8 meses, notou diferenças no evento que está acontecendo esta semana, que serve para mostrar as coleções do verão de 2014. Ele está, digamos, mais enxuto e mais direcionado a quem realmente trabalha e vive da moda, em seus diversos meandros, estilistas, maquiadores, modelos, costureiras, lojistas, e estudantes de moda.

Em vez de um evento que ocupava três andares, apenas o térreo e o segundo andar estão sendo utilizados, quase não há lounges, tudo foi otimizado. O que representa um alinhamento com os novos tempos que vivemos. Otimizados.

Não dá para dizer que há uma crise, a moda sempre ocupa seu lugar, o que há é um direcionamento. Isso a meu ver, é o melhor para todos, para quem trabalha na realização do evento, para a imprensa especializada que analisa todo esse processo.

Essa realidade não consegue tirar a importância e o brilho do evento, afinal de contas sempre tem algo para ver, aprender e aproveitar.

E entre uma correria aqui e um bastidor ali, colhi um recado de uma das figuras mais legais da moda, Constanza Pascolato, que está completando 50 anos de carreira, e sabe bem separar fashionismo e vida real. Esse encontro fortuito aconteceu no segundo dia de Fashion Week durante minha cobertura para o Vila Mulher.

Entre diversas tietes, consegui bater um papo com ela, e perguntei se nós mulheres da vida real podemos tirar algo da semana de moda, menos conceitual, e ela me disse que se nesse evento não houvesse roupa conceitual, o povo de moda iria chiar, porque eles também vão ali atrás de conceitos, daquele além, do algo mais.

A tradução desses conceitos é o papel do profissional de moda. As mulheres de hoje estão com tudo, inclusive sorte, porque muitas roupas de estilista foram parar em fast fashions, e pode-se usar tudo como inspiração, não precisa ser igual, melhor ainda usar a criatividade e ser original. Dá para usar new look sem ter Dior, basta saber produzir um estilo, saia rodada com cintura marcada. Pronto.

Quando escolhemos uma cor, ou vemos uma roupa incrível, e a compramos, muitas de nós, aliás a maioria, não imaginamos como ela foi concebida. O ponto de partida pode ter sido um evento de moda, que serve de vitrine para quem quer vender sua ideia, assim como as vitrines das lojas servem para nós, que também procuramos por novidades.

 


Deixe um comentário

Au revoir Paris

A semana de moda de Paris terminou na quarta, e para comentar algumas coisas interessantes é necessário escolher, tarefa árdua, porém, está feita. Como, infelizmente não fui ao Grand Palais depois de 2010, selecionei o que mais curti e vi pela internet.  É claro que não teremos os originais, certo, darling, mas podemos adaptar e copiar uma coisinha aqui outra ali.

Você pode se perguntar para quê ver o que se passa em Paris. Eu explico, porque de uma forma ou de outra, o que se vê agora nas passarelas de Paris vai chegar aqui, seja em forma, cores, e inspiração, ou seja, cópias super bem feitas para que nós, reles mortais possamos aproveitar o que os gênios da costura inventaram.

Eles também fazem suas reciclagens verdade seja dita, vintage, inspiração anos 80, militarismo e etc. Vou comentar com fotos como tem coisas boas que nunca mudam.

Meu preferido e totalmente alegórico é Alexander McQueen, nada usável, totalmente dramático, fetichista e teatral, mas lindo. Vamos combinar, quem veste um destes modelos tem onde usá-los. E se não tiver inventa e adapta. Se um dia alguém me ver usando uma pecinha dele, tenham certeza, eu venci. Câmbio.

Desfile de McQueen: eparem nos acessórios que parecem ser unhas enormes

Desfile de McQueen: eparem nos acessórios que parecem ser unhas enormes

Depois tem a Chanel, que está completando 100 anos de vida, com tudo em cima, sem desapegar do seu clássico o casaquinho de tweedy com saia, mesmo que reeditado. O desfile teve um globo terrestre imenso como cenário com bandeirinhas nos lugares onde a Chanel vende seus produtos. Credibilidade é isso aí.

O destaque vai para as meias de vinil 7/8 e as botas atemporais, com correntes e reeditadas. Digo isso, pois elas lembram muito uma que eu tenho, e o bico redondo com biqueiras com verniz.

Botas atemporais e rock and roll da Chanel centenária. Foto: @Imaxtree via FFW

Botas atemporais e rock and roll da Chanel centenária. Foto: @Imaxtree via FFW

Dior leva meu apreço pelo corte e pelo sapatinho de tira em viés. Foto reprodução FFW

Like a queen, sempre, Ellie Saab, é uma festa de elegância e beleza, em vestidos de festa, e continua, mas hoje, vou destacar um modelinho para usar todo dia, tão perfeito, até na cor. O modelo é eterno, tem cintura e saia rodada. Podia ser usado com tudo, até com havaianas. É isso darlings. E vocês gostaram?

Ellie Saab básico e maravilhoso para a vida. Foto reprodução FFW

Ellie Saab básico e maravilhoso para a vida. Foto reprodução FFW


Deixe um comentário

Nails adiccta

A Tarja Rosa é muito moça e viciada em esmaltes novos, cintilantes e holográficos. Ah um tempo atrás cunhou-se o termo “esmaltólatra”, mais um neologismo do mulheril.

Eu mesma faço as minhas unhas e me encaixo nessa categoria. Esse aqui é o Multigirl da coleção assinada pela VJ da MTV Mari Moon. Eu usei com esmalte preto como base, as variações de cor ficam mais consistentes.

Que acharam?

Unhas esmalte Mari Moon

(perdoem se a fotografia não está um primor. Eu faço unhas muito bem, mas, a edição de imagem, são outros quinhentos, para profissionais especializados)

 


2 Comentários

Unissex

O terno feminino já não é mais vanguarda na moda, o mestre Yves Saint Laurent nos presenteou com essa dica preciosa há algumas décadas – as mulheres ficam sensacionais dentro desse traje masculino de nascença. Mesmo assim, a bela figura de uma mulher que saiba usar um, sempre causa olhares de admiração e qualquer look ganha um toque de ousadia.

É fácil de compor com peças avulsas que podem ser encontradas até em fast fashions como Renner e Zara.

Dêem uma olhada nesse terno da Moschino que desfilou no catwalk da Fashion Week de Milão para o Inverno 2013, agora em fevereiro. Ele tem risca de giz, mas se for pretinho básico continua sendo um estouro.

Vale investir em um modelito, heim, mulherada!

Moschino para as modernas amantes de terninho feminino. Milão Inverno 2013