A tarja rosa

Um aviso: Não temos respostas. Temos novas perguntas.


1 comentário

Troca-se o santo – o milagre continua o mesmo

Foto - reprodução UOL

Foto – reprodução UOL

Finalmente, hoje à tarde, noitinha lá em Roma, a fumacinha branca saiu linda da chaminé da Capela Sistina e assim, um novo Papa chega ao poder. O argentino, Jorge Mario Bergoglio, que escolheu de chamar Francisco 1º, vai continuar o trabalho dos antecessores.

Isso significa que tudo continua igual, para mim e para você que me lê, e para os embates tão antigos, como casamento gay, aborto, contraceptivos e bla, blá, blá. Não há advento qualquer da vida em sociedade moderna que faça o catolicismo (em declínio, leia-se) abençoar tais práticas, não há motivos lógicos para isso, uma vez que a doutrina religiosa dos católicos não aprova isso.

Logicamente, Seu Jorge é conservador, contra o aborto e contra o casamento gay, mas ele disse que respeita os homossexuais, segundo publicado no UOL. Nossa, quanta virtude. Que me conste é o mínimo, mas não estou aqui para julgar e sim para afirmar, o quanto esse assunto pesa pouco, ou NADA, em nossas vidas.

Ou será que a eleição do Para revoga ou colabora para algum direito que qualquer ser humano na face da Terra conseguiu até hoje?

 

 

Anúncios